Nacional

Para conter gastos, governo estuda adiar aumentos previstos para 2018 e acabar com abono salarial Leia mais: https://oglobo.globo.com/economia/para-conter-gastos-governo-estuda-adiar-aumentos-previstos-para-2018-acabar-com-abono-salarial-21636032#ixzz4o1V4iNzB stest

kesia freitas

julho 27th, 2017

No comments

Medida faz parte de um conjunto de ações de contenção de gasto POR BÁRBARA NASCIMENTO / MARTHA BECK / GERALDA

Leia mais: https://oglobo.globo.com/economia/para-conter-gastos-governo-estuda-adiar-aumentos-previstos-para-2018-acabar-com-abono-salarial-21636032#ixzz4o1ViRBxn
stest

O governo ainda não bateu o martelo sobre quais categorias entrariam na lista de adiamentos de reajuste, mas boa parte dos funcionários públicos tem aumentos programados para 2018 e pode entrar nessa conta. Uma medida provisória (MP) aprovada em julho, por exemplo, traz oito carreiras que receberiam uma segunda parcela do reajuste no ano que vem. Estão nessa lista perito médico previdenciário, auditor fiscal da Receita e do Trabalho, carreira de infraestrutura, diplomata, oficial e assistente de chancelaria e policial civil dos ex-territórios.

O Ministério do Planejamento não informou qual o potencial de abrangência dos adiamentos. Mas dados da pasta mostram que os reajustes concedidos a partir de 2016 contemplaram 1,1 milhão de servidores. A economia, em 2018, seria de R$ 7,123 bilhões. No ano passado, o impacto dos aumentos foi de R$ 3,034 bilhões e, este ano, de R$ 12,397 bilhões. Já a previsão para 2019 é de R$ 7,624 bilhões em reajustes.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/economia/para-conter-gastos-governo-estuda-adiar-aumentos-previstos-para-2018-acabar-com-abono-salarial-21636032#ixzz4o1VTbrZd
stest

Comments are closed.